Dazaranha lança “Deixa Acontecer” em parceria com Vitor Kley

Foto: Tóia Oliveira

Mergulhar no mundo “Dazaranha” é estar rodeado de bons sentimentos: respeito à vida, à amizade, ao amor. É estar em um mundo de resistência. Foi assim que a banda construiu uma história de sucesso em uma cidade onde muitos acreditam, até hoje, ser difícil viver de música. O caminho nem sempre foi fácil, são 29 anos de história. Mas, essa base de um mundo de boas vibrações os fez mais fortes de qualquer crise e até de uma pandemia. Estão passando por ela com aprendizados, com perdas e ganhos. E chegam em 2021 inspirados. O grupo lança em 12 de fevereiro, às 00 horas, “Deixa Acontecer”, o segundo single gravado sob a batuta do produtor musical Rick Bonadio, na gravadora Midas Music.

A nova música do Dazaranha é um presente aos ouvidos e ao coração. Chico Martins, guitarrista e cantor da banda, divide os vocais com nada menos que Vitor Kley.

Foto: Rodolfo Magalhães

A ideia do tema surgiu com Chico dedilhando seu violão e com uma frase na mente “o quanto as pessoas são incríveis”. Ele explica: “E as pessoas da minha vida são incríveis. E acho que as de todo mundo. A gente cria um amor com tanta gente e que, às vezes, é quase que uma dependência. Aquele carinho, aquele afeto, aquele afago. Eu acho que a pandemia afastou um pouco isso e me fez sentir bastante falta. Eu falo também um pouco pro nosso público, para as pessoas que nos amam, que criam esse círculo todo. Porque existe também um caso de amor entre o artista e o público, que é o que alimenta a alma do artista também.”

Foto: Tóia Oliveira

A primeira versão da letra feita por Chico e Moriel, também guitarrista e vocalista da Dazaranha, foi levada para o Midas Music e lá recebeu contribuições de outros compositores: Jéf e Rodrigo Koala. O resultado fez Vitor Kley se apaixonar pela canção.

A participação surgiu de uma admiração mútua. Vitor explica: “Dazaranha, pra mim, é muito essência. Eles cantam as coisas que eles vivem, eles cantam a região deles, eles cantam com sotaque deles. Da forma deles, eles têm a maneira Dazaranha de tocar: um rock com harmonias incríveis, melodias incríveis de um violinista incrível, que é o Fernando. E tem as guitarras com rife de metal, então é muito incrível essa mistura”.

Vitor Kley é hoje um dos destaques da música brasileira. Um gaúcho que escolheu Santa Catarina para viver e que de lá conquistou o Brasil. Acabou de lançar a regravação histórica da música de Lulu Santos, “A Cura”. E dividiu os vocais com o próprio Lulu. E agora lança a música com Dazaranha, motivo de orgulho pra ele porque, em épocas de tocar em barzinhos, as composições do Daza estavam sempre no repertório.

Vitor se entusiasma ao falar sobre a colaboração: “É uma música maravilhosa, linda que eu acho que é muito Dazaranha mas, ao mesmo tempo, tem muito do Vitor ali também, da minha maneira de cantar e de interpretar e, nossa, ouçam porque é a música do Vitor Kley com pessoas que ele é muito fá, que são ídolos pra ele.”

Para Chico Martins, dividir os vocais com Vitor Kley foi um presente: “Ele fez uma onda muito legal, se apoderou da música, curtiu a onda, fez uma participação linda. Um presente!”

Rick Bonadio também explica porque quis trabalhar com a banda: “O que foi determinante pra eu trabalhar com Dazaranha foi a admiração que eu tenho pela história deles. Banda muito boa, de músicos bons, de letras boas e sempre com uma coerência artística muito grande.” Além do talento, Bonadio ressaltou a humildade dos meninos e o poder que eles têm junto ao público: “Criativos, talentosos, são bons de trocar ideias, de ouvir, de falar, de criar, uma banda de rock de verdade. Pra mim, é uma das maiores bandas de SC e do Brasil, eu acredito que toda a história deles é justificada, a legião de fãs que eles tem é justificada porque além de tudo isso eles tem um show muito bom.”

Ao ouvir “Deixa Acontecer” e o astral que essa parceria construiu, temos a certeza de que a inspiração traz o calor do abraço, as amizades produzem momentos únicos e o amor vence distanciamentos. Como bem disse Chico: “É a gente se botar um pouco pra cima, deixar as coisas acontecerem, deixar o amor nos guiar. O amor não quebrou a corrente apesar da distância!”

OUÇA AQUI:

DEIXA ACONTECER
(Chico Martins, Moriel Costa, Jéf e Rodrigo Koala)

Traga-me tua beleza

Traga-me tua paz

E me proteja, me defenda

Dessa ideia de se esperar

Essa hora exata que não tem data pra chegar

Traga-me teu sorriso

Traga-me um pouco mais

Do que já seja, de onde esteja

Nesse tempo que quer demorar

Eu vou estar do seu lado quando tudo passar

Então deixa, deixa

Deixa, deixa acontecer

Deixa a sorte nos brindar, deixa o acaso nos mostrar

Deixa, deixa acontecer

Deixa o amor nos guiar

E o que tiver que ser, sei lá

Traga-me o teu abraço

Minha saudade e o tamanho da tua ausência

Mas sinto a presença

Nesse tempo que quer nos mostrar, eu vou estar do seu lado quando tudo passar

Então deixa, deixa

Deixa, deixa acontecer

Deixa a sorte nos brindar, deixa o acaso nos mostrar

 

Deixa, deixa acontecer

Deixa o amor nos guiar

E o que tiver que ser, sei lá

Que esse momento de espera sirva que a gente pode desejar que a vida nos traga paz

Nos traga mais,

Que esse momento de espera sirva que a gente pode desejar que a vida nos traga mais

Nos traga mais,

Deixa, deixa

Deixa, deixa acontecer

Deixa a sorte nos brindar, deixa o acaso nos mostrar

Deixa, deixa acontecer

Deixa o amor nos guiar

E o que tiver que ser, sei lá

Deixa

E o que tiver que ser, sei lá

 

Redação Nordestinos Paulistanos

Por Carla Clara – Perfexx