Conheça os alimentos da estação para incluir na sua compra semanal

Foto – Natalia Lisovskaya

É preciso ter atenção especial com a alimentação durante todo o ano, mas em algumas épocas, como o verão, o organismo precisa de nutrientes diferenciados e alimentos refrescantes para completar o cardápio. Uma forma de atingir esse objetivo é investir em alimentos da estação. O consumidor ganha no preço, na qualidade e no sabor, já que frutas, verduras e legumes quando colhidos no auge de sua produção têm um sabor mais acentuado.

A Boa Terra selecionou alguns alimentos da estação de verão para você incluir na sua dispensa.

Abacaxi: a fruta tem propriedades anti-inflamatórias, além de ter boas doses de vitamina C, ser rica em água e fibras que estimulam o funcionamento do organismo. Uma enzima conhecida como bromelina é a responsável pelo alto poder digestivo do abacaxi.

Abacate: além de delicioso, pode ser usado em receitas doces e salgadas. A fruta apresenta vitaminas A e do complexo B e alguns sais minerais como ferro, cálcio e fósforo. O abacate também pode melhorar o rendimento físico por ser rico em energia. A presença de gorduras do tipo monoinsaturadas ajudam a diminuir o risco de doenças cardíacas, reduzindo o colesterol ruim e a pressão arterial.

Coco seco: a água de coco é uma bebida muito eficiente para a reposição dos líquidos e dos sais perdidos após atividades físicas. A polpa também apresenta fibras, vitaminas e minerais essenciais para o organismo. Considerado uma fonte de gordura boa, a fruta ajuda no controle do colesterol ruim e promove o aumento do bom, o que, consequentemente, protege a saúde do coração.

Abobrinha brasileira: o alimento ajuda a perder peso de forma saudável por ter em sua composição boas doses de água. A presença de vitaminas do complexo B, zinco e magnésio, regulam os níveis de açúcar no sangue. A concentração de vitamina C faz com que ela seja considerada um alimento coringa no combate das doenças do sistema respiratório, como a asma.

Beterraba:  é um vegetal rico em vitaminas do complexo B, tais como B1, B2, B5, B6 e B9. Isso sem falar no número de calorias que é baixo e as boas doses de minerais e de vitamina C, que juntos contribuem para manter a imunidade mais forte.

Pimentão: o vegetal possui 22% de proteínas e apresenta boas quantidades de vitaminas C e A e minerais como cálcio, fósforo e ferro. Ele também é rico em capsaicina, uma substância com propriedades vermífugas que ajudam a limpar o estômago.

Repolho: com 22% de proteína, o vegetal possui fibra insolúvel, um tipo de carboidrato que ajuda a manter o sistema digestivo saudável.

Além desses dos alimentos acima, compõem a estação: acelga, alface, alho, almeirão, ameixa estrangeira, banana, batata-doce, berinjela, caqui, carambola, cebola, chicória, cupuaçu, escarola, figo, gengibre, goiaba, graviola, jaca, jiló, kiwi, laranja, limão Taiti, louro, maçã, mamão, manga, maracujá, melancia, mostarda, nabo, nectarina estrangeira, orégano, pepino, pera, pêssego, pimenta, verde, pinha, pêssego, pitaya, quiabo, salsa, tangerina e uva.

Para facilitar a semana e ter sempre alimentos fresquinhos na dispensa, A Boa Terra, empresa pioneira na produção e comercialização de produtos orgânicos, entrega cestas com frutas, verduras e legumes fresquinhos na porta de casa.  O cliente ainda pode personalizar ou escolher a sugestão do sítio (R$ 36 a R$ 124) – assinaturas semanais custam de R$ 50 a R$ 163 reais. As encomendas podem ser feitas diretamente no site (www.aboaterra.com.br/). No Instagram,o cliente pode matar a curiosidade de como é a rotina de produção orgânica.

Sobre A Boa Terra:

A Boa Terra é pioneira na agricultura orgânica no Brasil e na entrega de cestas orgânicas na porta de casa. Em 1981 os fundadores Joop e Tini seguiram o sonho de uma sociedade e agricultura mais justa, respeitando o equilíbrio com a natureza, e o homem que produz e que se alimenta da terra. Tudo isso em uma época que a grande maioria das pessoas não sabia, nem nunca tinha ouvido falar o que era um alimento orgânico. Atualmente, centenas de famílias são atendidas por semana na grande São Paulo, Ribeirão Preto e cidades mais próximas ao Sítio.

Por Ercília Ribeiro ( Visar )

Edição: Leanderson Amorim – Nordestinos Paulistanos