Cisne Negro Cia de Dança se apresenta para público presencial e online pelo projeto “Fábrica de Cultura” do Governo do Estado de São Paulo

Imagem de divulgação

 

Uma das mais renomadas e influentes companhias de dança do país, Cisne Negro, anuncia seis apresentações, todos, distribuías entre as últimas semanas de fevereiro e a primeira semana de março em unidades do  “Fábrica de Cultura”,   projeto da Secretária da Cultura de Governo do Estado de São Paulo. As apresentações acontecerão em unidades da zona leste e na nova unidade de São Bernardo do Campo, levando aos palcos o programa  “Quatro por Quatro”, que reúne quatro coreografias expressivas e impactantes.  Seguindo todos os protocolos de segurança contra o covid-19, todas as apresentações contarão com público presencial em quantidade limitada e simultaneamente, transmissão online pelas redes sociais oficiais do “Fábrica de Cultura” . As coreografias escolhidas são:   Abacadá (2009),  Cálice ( 2019), Libertango (2018) e A luz que Há em Ti (2018).

A luz que há em ti
Imagem de divulgação – FOTÓGRAFO REGINALDO AZEVEDO

A primeira apresentação será no dia 19 de fevereiro, às 10h, na unidade Fábrica de Cultura Itaim Paulista.   No mesmo dia, às 15h,  a Cisne Negro Cia de Dança se desloca para se apresentar na unidade Vila Curuça.  Já no dia 24 de fevereiro,  às 10h, a companhia se apresenta na Fábrica de Cultura Sapopemba, seguindo para uma apresentação às 15h na unidade de Cidade Tiradentes. No dia 25 de fevereiro, a nova unidade de São Bernardo do Campo conta com a apresentação às 14h e no dia 03 de março a unidade Parque Belém recebe a Cisne Negro às 14h00. Os ingressos das apresentações presenciais devem ser retirados com antecedência de um hora de cada apresentação na unidade desejada.

Imagem de divulgação

Cronograma de apresentações 

“Quatro por quatro”

  • 6ª feira –  19 de fevereiro

10h – Fábrica de Cultura Itaim Paulista

  • 6ª feira –  19 de fevereiro

15h – Fábrica de Cultura Vila Curuçá

  • 4ª feira -24 de fevereiro

10h – Fábrica de Cultura Sapopemba

  • 4ª feira –  24 de fevereiro

15h – Cidade Tiradentes

  • 5ª feira –  25 de fevereiro

14h – São Bernardo do Campo

  • 4ª feira – 03 de março

14h – Fábrica de Cultura Parque Belém

Transmissões online 

Facebook: @fabricasdeculturazl

 

Programa

ABACADÁ (2009)  Duração: 15 min

Música: André Mehmari (Criação)

Direção coreográfica: Dany Bittencourt.

Improvisos coreográficos: Bailarinos da Cisne Negro Cia de Dança

Um desafio controlado entre música e bailarinos.

 

CÁLICE (2019) Duração: 5min e 23seg 

Música: Chico Buarque de Holanda e Gilberto Gil

Coreografia/Figurinos: Dany Bittencourt

A impotência diante da censura e opressão. Esta obra nos foi encomendada pelo jornalista, escritor e educador Gilberto Dimenstein que recentemente nos deixou.

 

LIBERTANGO (2018)  Duração: 5 minutos 

Coreografia: Dany Bittencourt
Música:  Astor Piazzolla (interpretada pela dupla Carisma dos extraordinários violinistas clássicos Magdalena Kaltcheva e Carlo Corrieri)
Coreografia criada especialmente e apresentada por bailarinos da CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA para a turnê brasileira do tenor Andrea Bocelli nas cidades de Brasília, Porto Alegre e São Paulo.  

 

A LUZ QUE HÁ EM TI…(2018) Duração: 13 minutos          

Coreografia e Concepção: Roberto Amorim

Música: Johann Sebastian Bach

Figurinos: Balletto

Assistente de Coreografia: Patrícia Alquezar

Desenho de Luz: Roberto Amorim

A capacidade de percepção do mundo e das pessoas se dá pela luz que é refletida em nós e para dentro de nós. Revelação, Conhecimento e, sobretudo, Autoconhecimento.

 

Sobre a Cisne Negro Cia De Dança

Com 43 anos de estrada,  a Cisne Negro Cia de Dança é considerada uma das melhores companhias contemporâneas do país, sendo sucesso de crítica e público, tendo no currículo prêmios como Fellowship of the Royal Academy of dance of London que se configura como uma das mais altas honrarias concedidas por essa instituição, por seu trabalho de excelência em prol da  arte da dança no Brasil e outorgado à fundadora da companhia  Hulda Bittencourt, que hoje compartilha a direção artística com a filha e bailarina, Dany Bittencourt.

Por Vanessa Luckaschek – Luar Conteúdo 

Edição: Leanderson Amorim – Nordestinos Paulistanos