AgTech expande atuação no mercado B2B no Brasil e na América Latina

Estratégia da Sima é oferecer uma plataforma completa com input coletados pelos profissionais de campo facilitando a comunicação de agroindústrias, revendas e rede de distribuição de insumos com seus RTVs e clientes 

O mercado de transação comercial entre empresas, também conhecido como B2B que vem da expressão Business to Business ou simplesmente: Negócio para Negócio, é um segmento que tem se intensificado nos últimos anos. Entretanto, este nicho que pode ser altamente atrativo ainda esbarra em algumas dificuldades principalmente quando o assunto é a comunicação e troca de dados no campo.

Para resolver esta enorme lacuna, a SIMA – Sistema Integrado de Monitoramento Agrícola, que oferece uma solução completa e inteligente para monitoramento, controle e análise de dados das lavouras, desenvolveu uma nova atualização de seu software focado no B2B. O diferencial da novidade é o input híbrido de dados coletados pelos profissionais de campo facilitando a comunicação de agroindústrias, revendas e redes de distribuição de insumos com seus Rtvs e responsáveis pelas vendas. “Estamos propondo uma nova funcionalidade para tornar ágil a gestão de informação entre o time de campo e a equipe de vendas, o que hoje é o grande gargalo das empresas do agro e seus canais de distribuição”, diz Rafael Malacco, gerente de desenvolvimento de mercado da SIMA.

A estratégia da Sima com sua nova solução é ir além do serviço oferecido pelos CRMs (Customer Relationship Management) ou Gerenciamento de relacionamento com o cliente que hoje atuam no mercado. Segundo Malacco, a AgTech se posiciona em um nicho de mercado no qual não se encaixa apenas como um CRM tradicional, e nem como apenas um software agronômico. “Nós estamos ali no meio, mas com foco mais no lado de acompanhamento de gestão de agendas nas fazendas, ou seja, é poder ter essa programação da agenda de visitas, fazer o planejamento delas de toda a safra e acompanhar o que seria o planejado versus o realizado. Com muitas informações agronômicas também”, destaca.

Diferenciais

No mundo normal para um consultor de vendas saber o que está acontecendo em uma fazenda ele tem que ir lá, ou então ligar e ficar perguntando aos responsáveis afim de obter as informações. “Com todos utilizando a nossa ferramenta, criamos essa rotina de registros de dados, assim o consultor conseguirá acessar as informações a distância estando mais preparado de dados para o momento da visita presencial. Assim, terá boas argumentações para a venda”, garante o gerente.

Além disso, o consultor, também já terá em mãos, por meio da nova funcionalidade da Sima, Informações de tudo o que está acontecendo também em áreas próximas às do seu cliente, podendo auxiliar de maneira preditiva e antecipando-se a possíveis problemas. Como por exemplo: se está acontecendo ataque de determinada praga ou fungo. Com isso, ele consegue ser muito mais assertivo nas visitas deles e nas conversões de vendas. “Para o produtor essa solução é importante, pois ele recebe todo tempo diversas visitas, dos mais variados fornecedores. Só que no final dessas visitas, essas informações ficam perdidas ou paradas. Nossa proposta é mostrar que quando esses profissionais utilizarem essa ferramenta registrando todas as informações coletadas

Ganhos diretos

Para as agroindústrias, revendas e redes de distribuição de insumos os benefícios começam principalmente na padronização de relatórios recebidos do time de campo. Isso porque ainda nos dias de hoje muitos destes profissionais que fazem as visitas às propriedades compilam as informações, montam uma apresentação no Power Point e compartilham com o chefe e sua equipe. Porém, isso não é uma coisa que pode ser escalonada, e muito menos padronizada.

Como o agro é dinâmico e as decisões precisam ser tomadas no dia, a ferramenta fornece dados precisos para tomada de decisão imediata. O time de campo monitora, coleta, carrega as informações e envia. É importante ressaltar que esse compartilhamento pode ser feito pelo WhatsApp logo após a realização da visita e quem recebe os dados pode analisar em tempo real e planejar os próximos passos. “Outra grande vantagem é que além de compartilhar os dados instantaneamente, todas essas informações também ficam salvas, criando um grande banco de dados de todo os históricos do local”, destaca o profissional.

Atuação ampliada

Além da disponibilização da nova funcionalidade ao mercado B2B brasileiro a Sima também está expandido a solução pela América Latina.

Segundo Mauricio Varela, Co-founder e country manager Brasil e América Latina da Sima, hoje a empresa já tem parcerias com empresas na Argentina Paraguai, Uruguai, Venezuela, México e Colômbia e a receita desses novos mercados já representa mais de 50% do faturamento da Agtech. “Sabemos que cada país possui uma realidade diferente porém, quando se trata de gestão e principalmente de novas tecnologias voltadas para o agro no geral ainda há muito espaço para desenvolvimento e crescimento. Por isso apostamos em soluções que sejam facilmente adaptadas às mais distintas necessidades”, destaca ele.

Sobre –  A SIMA é uma AgTech que surgiu em 2013 na Argentina com o objetivo de oferecer aos produtores uma plataforma simples, completa e inteligente para monitoramento, controle e análise de dados das lavouras. Hoje a empresa está presente em 8 países da América Latina e possui mais de 3 milhõesectares monitorados. Mais informações em: www.sima.ag/pt.

Redação @nordestinospaulistanos 

Por Kassiana Bonissoni